Escolas do Agreste e Sertão têm melhores índices de desenvolvimento em educação de Pernambuco

Publicado por em 28/06/2018 às 23h27

Escolas do Agreste e Sertão têm melhores índices de desenvolvimento em educação de Pernambuco

Idepe atingiu maior nota desde o início do monitoramento, em 2000, e apontou os três melhores resultados de 12 categorias dos ensinos municipais e estadual.

📷 Escolas do Agreste de Pernambuco são premiadas por Índice de Desenvolvimento

As escolas do Agreste e do Sertão tiveram os melhores resultados no Índice de Desenvolvimento da Educação de Pernambuco (Idepe) 2017. A média geral das unidades de ensino públicas foi de 4,5, maior índice registrado pelo estado, desde o início do monitoramento, em 2000. Também foram premiados os três melhores resultados de 12 categorias, das redes municipais e estadual.

Os destaques na educação receberam prêmios, na manhã desta quinta-feira (28), no Palácio do Campo das Princesas, sede do governo estadual, no Centro do Recife. Professores e gestores de diversas escolas, além de prefeitos e secretários municipais, participaram da cerimônia.

A pontuação das escolas de Pernambuco, segundo o governo do estado, subiu de 4.1 para 4.5, de 2016 para 2017. Este também foi o primeiro ano em que uma escola atingiu as médias 7 e 8 na avaliação.

“Isso é fruto de um trabalho de muita gente, de gestores, professores, alunos, da comunidade escolar e de todos nós. É um caminho que vem dando certo, que tem melhorado as notas, as estruturas e a forma de se fazer educação”, discursou o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB). A lista completa com as escolas premiadas pode ser conferida aqui.

📷 Cerimônia de premiação do Idepe aconteceu nesta quinta-feira (28), no Palácio do Campo das Princesas (Foto: Reprodução/TV Globo)

O secretário de Educação de Pernambuco, Fred Amâncio, também falou do destaque entre as escolas do interior do estado. "A gente percebe que a melhoria na educação se dá aqui no Recife sim, mas o interior do estado também está avançando muito", afirmou o secretário.

Redes municipais de ensino

Entre as 10 escolas municipais com melhores resultados nos anos iniciais do ensino fundamental, do 1º ao 5º ano, quatro delas são do município de Bonito, no Agreste. Outras quatro são da mesma região e duas, do Sertão.

A melhor unidade de ensino da categoria foi a Escola Municipal Alaíde Barbosa de Lima, do município da Ingazeira, no Sertão, com média 8,46, a maior entre todas as categorias.

Em segundo lugar ficou a Escola Municipal Severino André de Luna, de Orobó, no Agreste, com média 8,07. E a terceira colocada foi a Escola Municipal Bernardo Sayao, de Bonito, com média 8,01.

Já na categoria dos anos finais do ensino fundamental, entre o 6º e o 9º ano, quatro das 10 melhores escolas são do Agreste, sendo três delas do município de Bonito. Outras seis são de diferentes cidades do Sertão.

📷 Bonito foi um dos municípios que teve mais escolas entre as 10 melhores nas categoriais municipais do prêmio do Idepe 2017 (Foto: Reprodução/TV Globo)

Nesta categoria, a melhor escola, com média 7,56 foi a Escola Milton Pessoa, de Triunfo, no Sertão. Em segundo colocado ficou a Escola Municipal Bernardo Sayao, de Bonito, com média 7,39. E com média 6,84 ficou o Grupo Escola Barra Azul, também de Bonito.

Pela primeira vez também foram eleitos os 10 municípios com as melhores médias, considerando o resultado de todas as escolas de cada cidade.

Segundo a premiação do Idepe, as cidades com melhor índice nos anos iniciais do ensino fundamental são os municípios de Quixabá (6,41), Carnaíba (6,33) e Orobó (6,31). Já nos anos finais, os municípios que se destacam Panelas (5,94), Brejinho (5,74), Triunfo (5,47).

Em nenhuma das categorias das redes de ensino municipais foram eleitas escolas do Recife ou de municípios da Região Metropolitana.

📷 Foram premiados pelo Idepe 2017 os três melhores colocados em 12 categorias (Foto: Reprodução/TV Globo)

Rede estadual de ensino

Na rede estadual de ensino, há apenas os anos finais do ensino fundamental. Das 10 melhores escolas da categoria, oito são do Sertão pernambucano, uma do Agreste e uma da Zona da Mata Norte.

Nesta categoria, foram eleitas com melhor resultado as escolas Tomé Francisco da Silva, de Quixaba, no Sertão, com nota 6,86, a Dário Gomes de Lima, de Flores, no Sertão, com 6,50 e a Professor Sebastião Ferreira Rabelo Sobrinho, de São José do Egito, na mesma região, com 6,39.

Entre as escolas dos anos finais do ensino fundamental da rede estadual também foram eleitas aquelas que obtiveram o maior crescimento se comparado com o ano de 2016.

📷 A escola Lions Clube do Carpina atingiu a nota 8,46 no Idepe, maior média entre todas as categorias do prêmio em 2017 (Foto: Reprodução/Google Street View)

As vencedoras foram Lions Clube de Carpina, na Zona da Mata Norte, com 58,2%; Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Carlos Pena Filho, de Salgueiro, no Sertão, com 55,5%; e Erica da Silva Leite, de Petrolina, no Sertão, com 50,8%.

No que diz respeito às escolas estaduais de Ensino Médio, oito das 10 melhores são do Sertão de Pernambuco e as outras duas são do Agreste. A escola Apolônio Alves da Silva, de Ibimirim, no Sertão, foi eleita a melhor entre elas, com nota 7,28. A unidade também venceu a categoria de maior crescimento, batendo 117,9% se comparado ao ano anterior.

A segunda melhor escola em ensino médio é a João Rodrigues Leite, de Carnaubeira da Penha, no Sertão, com 7,11. Ela também ficou em segundo na categoria de crescimento, com 73% a mais do que no ano anterior.

Já a terceira melhor escola de ensino médio foi a Erem João Batista de Vasconcelos, de Tacaratu, no Sertão, com 6,99. E a terceira maior em crescimento foi a Erem Jornalista João Ferreira Gomes, de Petrolina, com 72% a mais.

📷 O Colégio de Aplicação do Recife (FCAP UFPE) foi premiado pelo Idepe em duas categorias nesta quinta-feira (28) (Foto: UFPE/Divulgação)

Entre as escolas estaduais com parcerias com outros órgãos, o Recife se destacou. O Colégio de Aplicação do Recife (FCAP UFPE) foi considerado o melhor nos anos finais do ensino fundamental e no ensino médio, com notas 7,94 e 7,37, respectivamente.

Nos anos finais, o segundo colocado foi a Escola de Aplicação Professora Ivonita Alves, de Garanhuns, no Agreste, com 7,25, e a Escola Professora Vande de Souza Ferreira, em Petrolina, com 6,43.

No ensino médio, o segundo colocado foi o Anexo I do Colégio da Polícia Militar de Petrolina, com 6,45. O terceiro lugar foi também a Escola de Aplicação Professora Ivonita Alves, com 6,43.

As últimas duas categorias fizeram menção às Gerências Regionais de Educação (GRE), elegendo as que tiveram maiores médias e as que apresentaram maior crescimento em comparação com o ano de 2016.

Foram eleitas as melhores a GRE Vale Capibaribe, no Agreste, com média 5,19; a GRE Sub Médio do São Francisco, com 5,06; e a GRE Sertão do Pajeú, com média 4,89.

Já as que mais cresceram no último ano foram a GRE Moxotó Ipanema (14,3%), a GRE Metropolitana Sul (13,7%) e a GRE Sertão do Araripe (13,5%).

 

 

 

Portal Camocim News - Sua Voz, Nossa Voz!

 

DA REDAÇÃO DO PORTAL:  camocimnews.editorial@gmail.com

Com Informações do Governo do Estado de Pernambuco 

Categoria: EDUCAÇÃO
Tags: Bonito-PE, Brejinho-PE, Carnaíba-PE, Carnaubeira da Penha-PE, Carpina-PE, Governador Paulo Câmara , Governo do Estado de Pernambuco, Ibimirim-PE, Idepe, Orobó-PE, Panelas-PÈ, Quixiba-PE, Recife-PE, Triunfo-PE

voltar para PORTAL

left show fwR b04s tsY bsd|tsN fwB show center bsd b03s|bsd tsN fsN fwB left hide b05s|bnull||image-wrap|login news fwB fwR tsY normalcase c10|fsN normalcase c10 fwB tsN bsd b04ns sbww|normalcase c10 tsY|news login fwR normalcase tsY c10|normalcase c10 fwB tsY bsd b04ns sbss|normalcase tsY c10|content-inner||